top of page
  • Foto do escritorLucas Souto

Por que a portabilidade de empréstimo será uma tendência em 2024? Descubra tudo sobre Portabilidade de Consignado!

Por que a Portabilidade de Empréstimo será uma tendência em 2024? Descubra tudo sobre Portabilidade de Crédito Consignado neste artigo completo!


um contrato indo de um banco para outro.

A portabilidade de empréstimo consignado é um direito assegurado aos clientes que possuem esse tipo de crédito e desejam transferi-lo de uma instituição financeira para outra sem nenhum custo. Essa prática foi regulamentada pelo Banco Central do Brasil (Lei de nº 4.292) com o intuito de proporcionar aos consumidores a possibilidade de buscar condições mais vantajosas, como taxas de juros menores e melhores prazos de pagamento.

 A portabilidade não é apenas uma opção vantajosa para quem possui esse tipo de crédito, mas também se destaca como uma oportunidade promissora para os Correspondentes Bancários, especialmente em 2024. 

 Neste artigo, exploraremos não apenas os benefícios para os tomadores de empréstimos, mas também por que os Correspondentes Bancários devem considerar a portabilidade como um produto em ascensão.



Antes de falar sobre a Portabilidade, vamos lembrar o que é empréstimo consignado:

O empréstimo consignado é uma modalidade de crédito em que as parcelas são descontadas diretamente na folha de pagamento do tomador, abrangendo aposentados, pensionistas, servidores públicos e trabalhadores de empresas privadas conveniadas. Geralmente oferecido por Correspondentes Bancários - empresas autorizadas a disponibilizar produtos financeiros em nome de Instituições Financeiras.

Por que a Portabilidade é uma Tendência em 2024?

A portabilidade de empréstimo consignado se destaca como um serviço tendência por várias razões:

1. Adequação nas Taxas:

- Um empréstimo adquirido não sofre com reduções de taxa no tempo, pois, a taxa é fixada a data em que o cliente adquiriu o crédito, ou seja, a redução do teto de juros aplicada pelo governo não impacta no empréstimo realizado antes, a não ser que seja portado, pois, é cancelado o crédito anterior e gerado um novo crédito que deverá se adequar ao teto atual. Isso proporciona uma atratividade para os Correspondentes Bancários em oferecer um produto muito vantajoso e para o cliente que terá oportunidade de reduzir a taxa no ato da portabilidade da operação.

2. Oportunidades e Menos Concorrência:

- Poucos correspondentes são especialistas em portabilidade, o que significa que há mais oportunidades disponíveis e menos concorrência. Isso se traduz em um mercado mais aberto e propício para o crescimento dos Correspondentes Bancários.

3. Produto mais atrativo:

- A portabilidade não encontra tanta resistência, uma vez que não há desvantagem em reduzir a taxa do empréstimo. Isso torna o processo mais suave e atraente para os que desejam crédito mais econômico.

Quais os tipos de Portabilidade?

1. Portabilidade Pura (ou Sem Troco):

- Permite a redução de taxa e da parcela, mantendo o prazo. Ideal para quem já pagou parte das parcelas e busca condições de economia. Correspondentes destes bancos estão em alta para Portabilidade Sem Troco: PAN, C6 e Inbursa.

2. Portabilidade com Troco:

- Diminui a taxa, reiniciando o prazo e liberando um novo valor para o cliente. Uma opção para quem busca uma redução significativa na taxa e ainda deseja um pouco mais de crédito. Correspondentes destes bancos estão em alta para Portabilidade com Troco: Crefisa, BRB e C6.


Como é o processo de portar uma operação de crédito?


  • Solicitação do Cliente: ao procurar um correspondente da instituição financeira escolhida (correspondente do banco para onde quer portar) o cliente solicita o processo de portabilidade e negocia as melhores condições. O servidor público pode autorizar a portabilidade direto pelo SOUGOV.BR. Aqui você encontra o passo a passo: Portal do Servidor - Portabilidade de Empréstimo Consignado.

  • Digitação pelo Correspondente: o correspondente digita a operação no sistema do banco conforme condições aceitas pelo cliente.

  • Formalização do Cliente: o cliente formaliza a operação através da assinatura de contrato, digitalmente ou fisicamente, e envia os documentos necessários.

  • Pagamento de Saldo: a instituição que portará o contrato paga o saldo devedor do cliente com o banco de origem.

  • Averbação do Novo Contrato: após o banco pagar a proposta, o órgão (INSS, SIAPE...) precisará liberar a Margem Consignável - que corresponde ao valor da parcela; quando estiver disponível novamente a margem, o banco a utilizará para gerar o novo empréstimo.

  • Digitação do Refinanciamento: se a portabilidade for com troco, o banco gerará também uma operação de refinanciamento da portabilidade.

Algumas Oportunidades para Correspondentes Bancários:

1. Operar com Bancos sem Retenção:

- Muitos bancos tentam realizar a Retenção do cliente ao solicitar a portabilidade, oferecendo refinanciamento com menores taxas. No entanto, alguns bancos não realizam mais esse processo, facilitando a transferência da operação sem resistência.


2. Evitar SRCC (Serviço de Registro de Crédito Consignado):


- O SRCC é uma iniciativa implementada pela CIP (Câmara Interbancária de Pagamentos) com o propósito de auxiliar as instituições financeiras no cumprimento das normas estabelecidas pela Autorregulação do Crédito Consignado. Este serviço opera durante a fase de digitação do contrato, onde, ao ser inserido o CPF do cliente, é estabelecida uma comunicação com a base do SRCC. O objetivo dessa interação é identificar se o cliente possui algum contrato sujeito às regras que envolvem o não comissionamento. Alguns bancos já emitem o alerta informando sobre o enquadramento.

3. Utilizar CRM com simulador automático e com informações assertivas:

- O Finaz, por exemplo, é um CRM especializado no produto Portabilidade, com simulador automático e rápido, além de assertividade no cálculo, adequado ao Roteiro Operacional do seu banco, isso facilita e agiliza o oferecimento e digitação desse produto. Com o Finaz, você oferece ao seu cliente diversas simulações de diversos bancos em apenas alguns cliques.

Em conclusão, a portabilidade de empréstimo consignado não apenas beneficia os tomadores de crédito que buscam economia, mas também representa uma oportunidade estratégica para os Correspondentes Bancários em 2024. Com menos concorrência, estabilidade nas taxas e a possibilidade de operar com bancos sem retenção, os Correspondentes podem expandir seus negócios e oferecer soluções financeiras mais vantajosas para os clientes. Este é o momento de explorar e capitalizar essa tendência crescente no mercado financeiro.


356 visualizações0 comentário
bottom of page